O artista Bryan Ochotorena (Londres, 1992) apresenta sua mais recente produção na exposição “Topografias Íntimas”, no Duna Laboratório Cultural, no Jardim Botânico. Gratuita, a mostra individual ocorre entre os dias 21 de junho e 6 de julho, reunindo esculturas produzidas nos últimos três anos que refletem o retorno do designer e artista plástico após um período de sete anos em um retiro espiritual.

A partir da exploração de uma diversidade de linguagens, a exposição contará com um repertório de mais de 20 esculturas de madeira e pinturas a óleo e acrílico criadas de forma manual a partir da influência dos sete anos – entre 2015 e 2022 – em que Bryan viveu isolado em um Ashram na Chapada dos Veadeiros, em Goiás. E também pelas peregrinações que fez por diversos lugares sagrados pelo mundo.

A produção, totalmente autoral, é desenvolvida a partir da sobreposição de camadas de madeira que exploram a tridimensionalidade, a conexão com a natureza, a espiritualidade, o autoconhecimento, a observação de ciclos, e outras manifestações inimagináveis que possam surgir.

“Muito do meu trabalho tem como referência as camadas da natureza, como as folhas, o solo, a pele, a composição terrestre, e a própria topografia. São criações que expõem questões conceituais e pessoais, que chamo de Topografias Íntimas”, explica o artista formado em Design pela PUC-Rio.

Em meio às inspiradoras montanhas da Região Serrana, Bryan tem se dedicado à carreira artística por meio de técnicas que envolvem a madeira como matéria prima, principalmente, explorando a técnica de sobreposição em pedaços compensados e descartados.


O Duna

A exposição no Duna, na Rua Jardim Botânico, oferece um panorama abrangente do trabalho de Bryan, que integra o pensamento crítico do design com manifestações artísticas. Com dois andares e 17 ateliês distribuídos em 400 metros quadrados, o Duna é um espaço dinâmico que permite a interação entre artistas de diversas áreas sem deixar de lado a individualidade de cada um, sendo, portanto, o cenário ideal para a imersão do público na trajetória investigativa e multifacetada do artista.

Serviço

Exposição:Topografias Íntimas

Artista:Bryan Ochotorena

Período:21 de junho a 6 de julho

Local:Duna Laboratório Cultural

Endereço:Rua Jardim Botânico 468, Rio de Janeiro

Horários:Segunda a sexta-feira, de 12h às 20h; Sábados, de 10h às 17h

Entrada:Gratuita

O artista

Bryan Ochotorena, nascido em Londres, 1992, é artista visual e graduado em Design pela PUC-Rio. Após ter crescido e trabalhado quase toda a vida na cidade do Rio de Janeiro, mora há três anos na Serra Fluminense, mais precisamente no distrito de Mury, em Nova Friburgo, onde também tem o seu ateliê.

Entre 2008 e 2015, foi integrante e co-fundador do coletivo de arte Nata Família, baseado no muralismo a partir da técnica de ‘stencil’. Em 2011, teve seu ateliê reformado pelo programa ‘Decora’, do GNT. Participou de trabalhos artísticos com grandes empresas, como Red Bull e Oi.

De 2015 até 2022, a partir de anseios de aprimoramento individual e espiritual, morou um Ashram. No período, viajou para locais como Índia, Amazônia, Alemanha, França, Itália, Grécia, Espanha, Antártida, Estados Unidos, Rússia, Polônia, Armênia, Geórgia, onde pôde obter experiência e inspiração. Também teve oportunidade de aprimorar um estilo mais clássico de pintura com uma exímia pintora que morava no Ashram, de representação da figura humana, também outras mídias, e ampliar os horizontes.

Além da formação acadêmica, fez cursos de Fotografia, Toy Art, Tipografia, Iluminuras (pintura com ouro), entre outros, além de ter sido assistente do marceneiro e designer Ricardo Graham, “O Ebanista”, por 6 meses. Trabalhou ainda com a Hecho Pro Studio (marca de desenvolvimento de projetos autorais e sob demanda).

Uma de suas obras foi convidada a ser exposta na 23ª Semana de Design da PUC-Rio em 2023. Também ministrou workshops na semana de Design da UFF e da PUC-Rio nos anos de 2022 e 2023.
‍‌