Menos de uma semana após abrir as portas, a Zara Home enfrenta
questionamentos no Procon-SP pela venda de itens em euro. Procurada, a
empresa ainda não se manifestou. Ontem, o órgão de defesa do consumidor
detectou irregularidades em 15 das 29 lojas fiscalizadasno
recém-inaugurado shopping Iguatemi JK, na capital paulista – 14 delas
foram autuadas por não divulgarem os preços dos produtos anunciados.
Entre elas estão a Daslu, Bottega Venetta, Farm, Thelure e Bob Store.
Pelas falhas, as empresas podem receber uma multa que vai de 400 reais a
6 milhões. A defesa poderá ser apresentada em até 15 dias. O Instituto
de Pesos e Medidas de SP também visitou o shopping e
identificou deficiências em 12 dos 16 estabelecimentos pesquisados.
Em geral, os produtos analisados não seguiam as normas do Inmetro, como
a presença de CNPJ do fabricante na etiqueta, além de informação sobre o
país de origem e tamanho das peças. Calvin Klein, Salinas, Animale e
Maria Filó são algumas das marcas que apresentaram problemas.
Fonte: Exame.com