O mês de Junho chegou, e comerciantes e clientes se preparam para uma das maiores festas típicas do ano: a Festa de São João. No ano passado, as festas juninas movimentaram cerca de R$ 6 bilhões no País, mobilizando mais de 26,2 milhões de pessoas e, neste ano, não deve ser diferente.

Entre os itens mais procurados nesta temporada de festividades juninas estão: trajes típicos – vestidos, camisas com estampa xadrez, lenços, chapéus de palha, sapatos, botas e sandálias de couro e adereços (fitas e rendas); artigos de decoração – como bandeirinhas, lanternas, balões, cestos, peneiras e outros enfeites, artefatos (bombinhas, estalinhos, etc) e prendas.

No entanto, a falta de tempo para procurar esses artigos no varejo físico, aliada à busca por praticidade e conveniência, alavanca as vendas também no varejo online. Com isso, os e-commerces- principalmente os marketplaces- têm sido uma grande alternativa para os consumidores. “Comprar via marketplace passa uma segurança maior aos consumidores, pois além de ofertar uma variedade maior de produtos do que as lojas físicas, os preços também são mais atrativos”, resume Rodrigo Garcia, diretor executivo da Petina Soluções em Negócios Digitais.


Todos os itens em um só lugar

O desenvolvimento do varejo online permite que o consumidor encontre praticamente tudo o que precisa, desde artigos de decoração para as festas a artigos de vestuário, em um único lugar. “Ao invés de ficar rodando em diversos armarinhos para conseguir comprar os itens que precisa, os consumidores podem encontrar os mesmo itens via marketplace, com muito mais conforto”, indica.


Pela internet, os consumidores encontram uma gama enorme de produtos – como bandeirinhas, balões, toalhas de mesa, enfeites e outros itens essenciais. Isso tudo sem precisar sair de casa, com a comodidade de receber tudo rapidamente e de forma segura. “Quem opta pelo varejo físico precisa se planejar com antecedência o dia para disponibilizar tempo para pesquisar. Pela internet, a busca fica muito mais fácil, e a maioria dos marketplaces oferecem uma entrega rápida”, explica Garcia.

Roupas típicas e a digitalização do Brás

As tradicionais roupas que são usadas durante o São João são muito procuradas pelos consumidores, e um dos maiores pólos de moda da América Latina é o do Brás, em São Paulo, que é referência e fast fashion e oferece uma grande variedade, inclusive para trajes típicos como o das festas juninas.


“O pólo do Brás vem, desde o ano passado, passando por uma digitalização para facilitar o acesso do consumidor, seguindo a tendência do mercado de moda em geral. A Petina lidera um projeto de digitalização para os vendedores do Brás, em parceria com o Mercado Livre. A meta é que 100% dos vendedores do Brás estejam digitalizados até 2025”, comemora o executivo.

Garcia ressalta ainda que, hoje em dia, muitos consumidores não têm tempo para ir ao Brás e aproveitar a diversidade de peças e os preços mais em conta, mas através da digitalização, isso já é possível para o comprador. “A maioria das lojas já estão comercializando as mesmas peças das lojas físicas no varejo via Mercado Livre, o que garante segurança e rapidez para as compras”, finaliza.

Sobre aPetinaFundada em 2015, é pioneira na gestão de negócios online para indústrias e importadores em marketplaces nacionais e internacionais. São mais de 3000 clientes atendidos, sendo de segmentos diversos, como Hugo Boss, Disney (Dream Store) Nike, Scala, Lupo, Guess, Puket, entre outras. Eleita melhor consultoria pelo Mercado Livre em 2021 e 2022. Responsável pela gestão de mais de R$ 60 milhões de vendas mensalmente nos marketplaces e e-commerces próprios. Seu objetivo principal é apoiar as empresas na digitalização do negócio com foco em performance em vendas com eficiência operacional.