Teatro, contação de histórias, sarau, bate-papo com escritores, troca de livros e mais uma vasta programação acontece até 24 de maio para despertar, desenvolver e estimular o interesse de crianças, jovens e adultos

Até o dia 24 de maio acontece a 13° Semana Municipal de Incentivo e Orientação ao Estudo e à Leitura de São Paulo, evento em formato híbrido que faz parte do Calendário Oficial da Cidade de São Paulo e que nesta edição foca no tema “Histórias e Canções”. A abertura do evento foi no dia 16 de maio, no Theatro Municipal, com atrações para cerca de 1200 alunos da rede pública, professores e bibliotecários.

A Semana – de 16 a 24 – tem programação para todos os gostos!

Sarau para os pequenos e para os adultos, apresentações teatrais, circenses e música em bibliotecas e CEUs, contação de histórias em pontos de leitura, distribuição gratuita de livros, musicais, oficina de escrita para a Terceira Idade, lançamento de e-book de audiovisula e muito mais. Tudo isso gratuitamente, abrangendo as regiões Norte, Sul, Leste, Oeste e Central da cidade.

Sucesso nas últimas edições, aslives (Bate-papo com o autor)também acontecem agora e marcam a participação de importantes nomes da literatura infantojuvenil, entre eles Pedro Bandeira e Heloisa Pires Lima.

E tem também a programação online, transmitida pelas redes sociais da Semana (Estudo e Leitura). Ainda integram as atividades exibições de curtas produzidos por alunos e professores da Rede Municipal de Ensino.

Criada a partir da Lei 14.999/09, de autoria do vereador Professor Eliseu Gabriel (PSB), a Semana de Leitura tem a proposta de despertar, desenvolver e estimular essa prática em crianças, jovens e adultos. Toda a programação é realizada pelo gabinete do vereador em parceria com as secretarias municipais de Educação, de Cultura e da Pessoa com Deficiência, com o apoio de importantes entidades do setor.

“O maior mérito desse projeto é ser inclusivo e oferecer aos participantes oportunidades e experiências de estudo, de cultura e de leitura muitas vezes subtraídos em razão das dificuldades econômicas e sociais”, afirma Eliseu. Ele ressalta dados do Instituto Pró-Livro “o brasileiro lê, em média, 2,4 livros por ano, enquanto pesquisas internacionais apontam que os franceses leem 21 livros por ano e os canadenses leem 12”.

Saiba mais:

13° Semana Municipal de Incentivo e Orientação ao Estudo e à Leitura

De 16 a 24 de maio de 2024

Abertura | 16 de maio – 13h

Theatro Municipal de São Paulo (encerramento previsto para 17h)

Somente para alunos e professores da rede pública e convidados

Encerramento | 24 de maio – 9h

Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 – 8º andar)

Aberto ao público

A programação completa da Semana será disponibilizada no link: https://estudoeleitura.com.br/agenda-sel/

Atrações variadas e gratuitas espalhadas pela cidade

Bate-papo com a autora Heloisa Pires Lima

21/5 – 12h | On-line pelas redes Facebook e Youtube Estudo e Leitura

Link direto: https://www.youtube.com/watch?v=-hJqCiUarmM

Heloisa Pires Lima é escritora, editora e antropóloga. Pesquisa representações culturais e origem africana para a infância e juventude. Autora de obras como “História da Preta” e “Toques do Griô”, que trazem nas suas pautas a importância de equalizar a origem continental africana frente às demais nas prateleiras de livros, um desafio seu como escritora infantil.

De Mão em Mão

23/5 | Das 13h às 16h | Biblioteca Brito Broca (Av. Mutinga, 151, no ponto de ônibus)

Distribuição gratuita de livros.

Recital “Brasil Apaixonado: Lendas Amazônicas e Folclóricas”

21/5 – 15h | CEU Pêra-Marmelo (Rua Pêra-Marmelo, 226 – Jardim Santa Lucrécia)

22/5 – 14h | Biblioteca Monteiro Lobato (Rua General Jardim, 585 – Vila Buarque)

23/5 – 15h | CEU Jaguaré (AV. Kenkiti Simomoto, 80)

24/5 – 14h30 | CEU Vila Atlântica (Rua Cel. José Venâncio Dias, 840)

em duo canto e piano, Yuri Pingo e Victhor Fabiano levam as históricas canções folclóricas do compositor paraense Waldemar Henrique, compositor e pianista, é um dos mais notáveis nomes da música erudita do Brasil. Livre.

Teatro “Quebra-Nozes no Reino dos Brinquedos”

22/5 – 10h | Biblioteca José Mauro Vasconcelos (Praça Comandante Eduardo de Oliveira, 100 – Parque Edu Chaves)

23/5 – 14h | Biblioteca Jamil Almansur Haddad (Rua Andes, 491-A – Guaianases)

A peça é a versão do ballet clássico de E.T.A. Hoffmann, com música de Peter Tchaikovsky. Clara é transformada em boneco e levada pelo seu novo amigo-boneco Quebra-Nozes a conhecer os brinquedos tradicionais de diversos países, levando com eles toda a plateia a uma viagem pelo lúdico mundo dos brinquedos e brincadeiras tradicionais. Livre.

Clube de Literatura da Mário

24/5 – 17h| Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94)

O objetivo do encontro é aprimorar a habilidade leitora, a criticidade e a argumentação, abrindo espaço para o diálogo, a partir de obras literárias disponíveis no acervo da Seção Circulante.

Teatro “Mjiba, a Boneca Guerreira”

21 a 23/5 – 15h | Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000)

Peça q23ue conta a história de palhaços carteiros que se deparam com uma encomenda sem remetente e encontram algo totalmente inesperado dentro da caixa: uma boneca negra. A partir dessa descoberta, apresentam de maneira lúdica para crianças, jovens e adultos discussões importantes e pertinentes para os dias atuais, tais como os problemas enfrentados pelas mulheres negras na sociedade.

Oficina de Escrita Criativa para a Terceira Idade

22/5 – 13h45 | Sede da Aprofem (Praça da República, 386 – 9º andar)

A oficina ensina os primeiros passos do universo da escrita. Cada palavra é uma peça do quebra-cabeça que compõe sua narrativa e cada frase é uma porta para novas possibilidades de expressão. Ministrada pela escritora Clene Salles, vai abordar os elementos e recursos necessários para aprimorar a escrita criativa.

Teatro para bebês “Cadê”

24/5 – 15h | Biblioteca Castro Alves (Rua Abrahão Mussa, s/n – Jardim Patente)

Todos os adereços utilizados em cena são objetos cotidianos e ganham uma nova função através do estado brincante e da imaginação. No final do espetáculo, os bebês são convidados a entrar no espaço cênico e explorar livremente os espaços e os adereços cênicos. Público: 0 a 3 anos.