O Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC receberá, entre os dias 1 de junho e 4 de agosto de 2024, a exposição fotográfica “YVY MARÃEY – A TERRA SEM MALES”. Esta série inédita mergulha nas raízes ancestrais do povo Guarani, através das lentes do fotógrafo Daniel Sul. “Yvy Marãey”, que significa “busca pela terra sem mal”, é o tema central da mostra, que aborda a cultura e mitologia do grupo Guarani Mbya, a partir de uma investigação visual voltada para a Aldeia Mata Verde Bonita.


Os Guaranis, o maior povo indígena do Brasil e a maioria entre os indígenas aldeados no Rio de Janeiro, têm percorrido vastas distâncias em busca dessa utopia por mais de 2 mil anos. Esta busca é um traço distintivo de seu povo, marcada pela esperança e resiliência. Atualmente, muitas comunidades Guarani no Brasil têm lutado para recuperar pequenas parcelas de suas terras ancestrais, enfrentando terríveis consequências sociais devido à perda da maior parte de seu território.

A Aldeia Mata Verde Bonita, situada em Maricá, é o cenário e a inspiração para a criação da mostra. Sob a liderança da Cacica Jurema, filha de D. Lidia, essa comunidade de aproximadamente 200 moradores mantém viva a tradição e a cultura Guarani. Após perderem suas terras na cidade de Niterói, o grupo estabeleceu-se no bairro de São José, na cidade de Maricá, com apoio da prefeitura local e busca pela demarcação da terra que ocupam há mais de 10 anos.

Como uma iniciativa do instituto Terra Verde, a exposição busca trazer visibilidade e fortalecimento à diversidade cultural e à presença Guarani nas terras fluminenses, em resposta ao apagamento e silenciamento de sua cultura e história.

Ao optar por dar visibilidade à questão indígena através das Artes Visuais, partimos do princípio de que as pessoas só respeitam, defendem e protegem o que conhecem. Partimos, também, da certeza de que uma exposição fotográfica, com conteúdo e qualidade técnica e artística, mostrando a realidade de indígenas que habitam as terras fluminenses, pode ter um grande alcance, fazendo com que um enorme número de pessoas passe a conhecer e a defender a cultura, o direito à terra e a vida desses povos”, afirma Leonardo Brandão, presidente do Instituto Terra Verde.

A mostra contará, em sua abertura, com apresentação do Coral Guarani da Aldeia Mata Verde Bonita, celebrando a tradição e a contemporaneidade da música indígena brasileira, além de diversas programações complementares que serão divulgadas ao longo dos próximos meses

A exposição conta com a participação da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e do Governo do Estado do Rio de Janeiro, do Ministério da Cultura e do Governo Federal, através da Lei Paulo Gustavo, além do apoio da Secretaria Municipal das Culturas, da Fundação de Artes e da Prefeitura de Niterói.


Serviço|Exposição YVY MARÃEY – A TERRA SEM MALES

Data: 01 de junho a 04 de agosto de 2024

Local: Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC

Horário: Segunda a sábado, das 10h às 18h; Domingos e feriados, das 12h às 16h

Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/n – Boa Viagem, Niterói – RJ, 24210-390

Classificação: Livre

Ingressos: R$12,00 inteira / R$6,00 meia

Gratuidades: crianças menores de 7 anos, estudantes da rede pública (fundamental e médio), pessoas que moram ou nasceram em Niterói, servidoras/es públicos municipais de Niterói, pessoas com deficiência e visitante que chegar ao museu de bicicleta.

Meia-entrada: pessoas com 60 anos ou mais, estudantes de escolas particulares e universidades, ID Jovem e professores.


Às quartas-feiras a visitação é gratuita para todo público


Abertura da exposição comCoral Guarani da Aldeia Mata Verde Bonita

Data: 01 de junho, sábado.
Horário: a partir das 10h