Evento, que terminou nesta quarta-feira, dia 21, recebeu 68 mil visitantes

ASRE Trade Show – Super Rio Expofoodencerrou nesta quarta-feira, dia 21, sua 34ª edição com números superlativos – R$ 4,2 bilhões em negócios, 68 mil pessoas de diversos estados brasileiros e de outros países e 550 empresas presentes. O evento reuniu as mais importantes marcas do setor do varejo de alimentos e contou com uma extensa programação de palestras, nas quais especialistas da América Latina fizeram reflexões sobre as últimas tendências do setor supermercadista.

“Ao longo dos últimos três dias, em mais de 23 horas denetworking, palestras e negócios, reunimos cerca de 68 mil pessoas na 34ª edição da SRE Trade Show. Foi uma experiência incrível, renovadora e transformadora. Conhecer as tendências de mercado, entender para onde caminha e como será o futuro do setor varejista de alimentos e supermercadistas. Agora é hora de viver e aplicar tudo o que foi absorvido e, paralelamente, começar a traçar os planos para a edição 2025, que virá ainda maior e mais vibrante!”, comemorou o presidente da ASSERJ, Fábio Queiróz.

Vice-presidente de tecnologia da Amazon, Leandro Balbinot e o presidente da ASSERJ, Fábio Queiróz_crédito Divulgação

A SRE Trade Show recebeu pela segunda vez a Convenção das Américas de Supermercados. Promovido pela Associação das Américas de Supermercados (ALAS) – presente em 16 países, é um evento de atualização, troca de experiências e networking e contou com representantes de Brasil, Argentina, Colômbia, Chile, México, Uruguai, Bolívia, Paraguai, Panamá, entre outros.

Palestras– A primeira palestra da programação foi “Do Risco à Glória”, ministrada pelo esportista Diego Ribas, multicampeão de futebol, que mostrou, que é preciso correr riscos para crescer. Em um auditório lotado de empresários e executivos do setor do varejo alimentício, Ribas destacou a influência do líder para direcionar a equipe ao caminho do sucesso e lembrou que os maiores desafios são os que definem o futuro. “Para ser um verdadeiro campeão é preciso encarar riscos e enfrentar desafios”, afirmou ele.

Já a palestra do empreendedor e profissional de Marketing Edmour Saiani, “Supermercado 2030”, destacou a importância da relação com os consumidores. “É preciso manter a motivação do trabalhador”, esclarece o especialista em cultura de gente, de relacionamento e de atendimento. Ele também falou da importância de ter lojas criativas. “A loja tem que ser cenário, não só arquitetura. Também é importante respeitar a comunidade, ser interativa, palco de eventos e, acima de tudo, ouvir o cliente”.

Abrindo o segundo dia de debates, o fundador da Predify – empresa recém-adquirida pela Neogrid –, o especialista em inteligência artificial (IA), Carlos Schmiedel ministrou palestra com o tema “Promoção e Precificação – Como a IA pode ajudar a ter mais inteligência em preços promocionais e regulares”. Segundo o executivo, cerca de 50% das promoções no varejo não geram crescimento de venda e 30% das decisões de precificação são falhas. Percentuais como esses são obtidos sem o uso da inteligência artificial na precificação dos produtos. “Nessa questão, em especial, a Inteligência Artificial pode apoiar muito o empreendedor. A IA pode analisar milhares de informações, hábitos de consumo do consumidor e ajudar a prever tendências de mercado”, ressaltou Schmiedel.

A segunda palestra do dia teve como tema “Boas práticas de prevenção de perdas no varejo alimentar do Brasil e da América Latina”. De acordo com Carlos Santos, presidente da Abrappe (Associação Brasileira de Prevenção de Perdas) e um dos participantes do painel, a perda de um cliente por falta de um produto ou por causa de um atendimento inadequado pode representar uma perda de até R$ 150 mil por ano ao supermercado. “Para evitar isso, é preciso dar treinamento aos colaboradores, saber ouvir e garantir o abastecimento da loja”.

No painel “Pontos de vista de Norte ao Sul do Brasil: estratégias e desafios nos supermercados”, o palestrante Denyson Queiroz Prado, presidente da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados (AMAS), afirmou que o principal desafio na sua região é reter talentos. “Investimos nos profissionais, começamos a capacitação e antes de acabar eles vão embora. Há uma grande dificuldade para segurar a mão de obra. As pessoas têm resistência em trabalhar nos finais de semana”.

Na última palestra do segundo dia, com o título “Desmarketize-se: o novo marketing não parece marketing”, o ex-vice-presidente de marketing do McDonald’s, João Branco, criador do “Méqui”, case de sucesso de branding da marca, disse que marcas e empresas precisam entender a nova geração de clientes. “O público consumidor está mudando muito rápido, o marketing precisa entender e mudar”, enfatizou Branco.

O último dia teve como destaque principal o CTO da Whole Foods Market e vice-presidente de Tecnologia da Amazon, o brasileiro Leandro Balbinot. O executivo trouxe para o palco da feira o tema “Liderança e Estratégias Tecnológica: Um olhar profundo no varejo moderno”, e apresentou um panorama do futuro para o mercado varejista. “O varejo mudou no mundo em três pontos: clientes, forma de consumo e tecnologia. Depois da pandemia, se falou muito que o virtual tomaria o lugar presencia. Hoje, nós já entendemos que precisamos integrar online e loja. Hoje, os clientes mais jovens buscam o menor preço, mas também querem consumir melhor”, destacou o executivo da Amazon.

Por dentro da SRE Trade Show

O evento ocupou dois pavilhões do Riocentro, em uma área total de 45 mil m², e contou com o patrocínio ouro da Marquespan, da Maturatta Friboi e da Caixa Econômica Federal, Governo Federal, além da parceria institucional do Sesc RJ e Senac RJ e a parceria estratégica com a Pesagro-Rio e Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do Rio de Janeiro.

Promovido pela Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) e pela Base Promoções, a SRE Trade Show já se firmou como a maior área de exposição de negócios do setor de varejo alimentício, reconhecido entre os profissionais do setor de todo o Brasil como melhor e mais inovador evento de negócios das Américas.

Sobre a ASSERJ

Foi com um pequeno número de associados que nasceu a Associação de Supermercados do Rio de Janeiro – ASSERJ, mais precisamente em 1969, um ano após a atividade supermercadista ser definida e regulamentada no País. Criada com o intuito de fortalecer e defender a cadeia supermercadista do Estado, a ASSERJ atendeu bem ao seu objetivo principal. Há mais de cinco décadas representando e defendendo os interesses do setor, a ASSERJ adquiriu know-how no setor supermercadista, oferecendo aos seus associados cursos de aperfeiçoamento, palestras, consultoria e assessoria na área jurídica, gestão, recursos humanos, prevenção de perdas, alimentos seguros, marketing, além de muitas outras atividades relevantes para o setor.

Sobre a BASE

A Base Promoções atua há mais de 30 anos no mercado de eventos de grande porte, nacionais e internacionais. A empresa atrai a parceria de grandes marcas e empresas por reunir em seu portfólio todas as ferramentas para inserir no mercado grandes eventos culturais e de negócios. Trabalhando sempre com criatividade e sinergia, integrando técnica e sensibilidade, experiência e inovação, teoria e prática em todos os seus departamentos com o objetivo de fazer com que segmentos sejam desenvolvidos a partir de seus projetos.