Projeto marca a estreia da esposa do artista na direção de vídeo

O cantor e compositor Silas Magalhães está de volta com um novo single intitulado “Drama”, que traz uma reflexão profunda sobre as escolhas de vida. O lançamento conta com a colaboração do artista baiano AATALAIAA e chega marcado não só pela musicalidade única, mas também pela produção visual inovadora, dirigida pela esposa de Silas, Thais Magalhães.

– A música nasceu numa tarde de produção. Eu senti de Deus uma vontade de produzir, mas estava com um bloqueio criativo gigante, até que comecei a refletir como algumas pessoas alcançaram tudo que desejavam sem a presença dEle. Daí começou a sair o refrão – “Enquanto todos querem droga, fama e grana / Vida que engana / Na verdade é um drama / Eu só quero Você, Deus” – explica o cantor.

Silas aposta mais uma vez no trap melódico para cantar os versos de “Drama”. Responsável pela produção musical, ele detalha que adicionou um toque de melancolia à música para trazer uma “harmonia dramática”.

– É uma harmonia muito dramática de fato, uma melodia executada com falsete no refrão o que traz mais melancolia à execução – descreve Silas.

Com a ideia de fortalecer a cena trap no segmento gospel, Silas Magalhães trouxe um conterrâneo para abrilhantar a faixa. Baiano e na estrada desde 2020, AATALAIAA conheceu o trabalho de Silas por meio de amigos em comum.

– Diferente do que geralmente faço, eu compus essa música e a deixei engavetada por um tempo. Eu tinha a vontade de chamar alguém que se encaixasse na proposta e, quando conheci o AATALAIAA, soube que ele conseguiria entregar o que a música pedia. Um amigo muito próximo me mandou um trampo dele e curti muito. Quando soube que ele também é baiano, me interessei mais pelo som. Começamos a trocar ideia e surgiu a oportunidade de fazermos esse som juntos – recorda.

Envolvido desde cedo na cena urbana, por influência do pai, AATALAIAA já estava inserido no contexto do rap até que o trap surgiu e ele se sentiu ainda mais motivado a participar de forma ativa do movimento. Ele define “Drama” como “um clamor profundo que reflete nossas orações e preocupações com uma geração presa em prazeres momentâneos, consciente ou inconscientemente, de que tudo tem um fim”.

– Foi nítido desde o início que Silas e eu compartilhamos os mesmos interesses. Isso facilitou muito a nossa conexão e parceria que foi natural e muito assertiva desde o começo. Nós dois estávamos em total acordo sobre a mensagem que queríamos transmitir e como ela seria apresentada ao público. Esse alinhamento de ideias facilitou o processo criativo e colaborativo, permitindo que o projeto fluísse de maneira harmoniosa e eficiente – declara AATALAIAA, que avisa que o público pode esperar por uma mensagem poderosa e acolhedora, trazendo uma reflexão impactante sobre nossas escolhas e suas consequências.

Além de disponibilizar “Drama” nos apps de música por meio do seu selo Prayer Hands Records, Silas Magalhães lançou o visualizer da canção em seu canal no YouTube. Coube a Thais Magalhães, esposa de Silas, dirigir as cenas que foram escritas pelo cantor.

– Como o nome da música é “Drama” e a estética é de fato dramática, eu pensei em gravar em casa porque muitas pessoas que vivem essa vida dissoluta fogem de ficar em casa pra se manterem ocupadas com seus prazeres e diversões porque a casa é um lugar de descanso, de baixar a guarda. Ficamos mais vulneráveis em casa. Eu sou fã de VFX e eu sempre tento trazer alguns para os meus clipes – resume.

Estreante na direção, Thais sempre acompanhou as empreitadas do marido no backstage, mas que se sentiu honrada com o desafio.

– Sempre que posso, trabalho ativamente com o Silas, por trás das câmeras, ajudando nas gravações dos conteúdos para as redes sociais. Eu quero ser a parceira de todas as horas. Gravar um clipe não é fácil, mas creio que vamos melhorar cada vez mais. No final, o nosso objetivo principal é alcançar pessoas exercendo um trabalho de excelência para o Reino e alinhado com uma comunicação assertiva e um bom planejamento. Gravamos e regravamos várias vezes até ficar alinhado com a proposta que tínhamos pensado no início. Eu queria a perfeição, e nisso, eu e o Silas combinamos bem. Alinhados com o mesmo propósito e com toda a paciência que ele teve comigo nesse processo, acredito que fizemos um ótimo trabalho e que o nosso objetivo final foi alcançado com sucesso – compartilha a nova diretora.

O conceito do clipe foi levado também para a identidade visual do projeto. Na capa, aparece um Silas flutuando e sendo puxado até o céu.

– Eu quis fugir do convencional. Queria trazer uma referência a alguma parte da música sem ser clichê. Em um dos versos eu falo que tudo converge em Deus e pensei de que forma eu poderia expressar visualmente essa conversão minha nEle. Então imaginei que ele fosse um ímã e eu um objeto metálico sendo atraído. Assim nasceu a capa que também é uma das cenas do visualizer – conta.

Com quase 200 mil ouvintes mensais no Spotify e quase 7 milhões de views no YouTube, Silas Magalhães avisa aos seus seguidores – que passam de 260 mil – que eles podem esperar “um Silas dedicado a expressar a palavra de Deus da forma mais criativa e pulsante possível”.