Artista entra na programação do dia 14 de setembro, que já conta com shows como Baco Exu do Blues, Nação Zumbi e Rachel Reis

Repaginado, o Festival Sarará ocupará três espaços importantes na cena mineira em sua próxima edição: o Teatro Francisco Nunes, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti e o Parque das Mangabeiras. A amplificação foi pensada para dar mais acesso à arte por meio de experiências coletivas, ao longo de uma programação gratuita que inclui cinema ao ar livre, artes visuais, projeção mapeada e muita dança – nas duas primeiras localidades da lista, nos dias 12 e 13 de setembro. Já o Parque das Mangabeiras irá embalar o evento no dia 14 de setembro (sábado) com uma programação musical de peso. Estão confirmados nomes como, Baco Exu do Blues, Nação Zumbi convida Lia de Itamaracá, Jaloo, Rachel Reis convida Afrocidade, Os Garotin, MC Luanna + Ajuliacosta e, o recém-anunciado, Yago Oproprio. Agora, o Sarará convida para esta celebração à cultura um dos nomes mais influentes do MTG (sigla que se tornou símbolo do funk mineiro), o DJ WS da Igrejinha, responsável por uma fusão de estilos em sua música, que vai do funk ao eletrônico, com uma identidade única e pulsante. Os ingressos estão disponíveis no link.

Sigla para “montagem” (elemento fundamental no processo criativo), as MTGs têm tomado conta do movimento funk pelo país, espalhando o tempero mineiro no topo das paradas. O termo surgiu para enaltecer as montagens únicas do funk de BH – se tornando um símbolo da identidade cultural mineira. Entre os nomes que dominam a prática, o DJ WS da Igrejinha, nascido e criado na comunidade da Igrejinha, em Belo Horizonte, é o responsável pela viagem sonora que gerou hits como “Baile do Bruxo”, “Onlyfans” e “Não Vou Namorar”. Este último single, em específico, exemplifica os diferenciais das MTGs, que também faz o uso de samples da MPB (neste caso, da canção “Já Sei Namorar”, dos Tribalistas).

Trilhando uma carreira ascendente, DJ WS da Igrejinha integra ainda a lista dos Top 5 gêneros musicais mais escutados no exterior (segundo o Spotify, no último ano) com as produções de funk. Agora, ele sobe ao palco do Sarará para agitar o público e reafirmar o compromisso do festival em valorizar artistas locais em um line-up diversificado e de alta qualidade.

Baco Exu do Blues, Nação Zumbi convida Lia de Itamaracá, Jaloo, Rachel Reis convida Afrocidade, Os Garotin, MC Luanna + Ajuliacosta, Yago Oproprio e, agora, DJ WS da Igrejinha fazer parte da programação musical que acontece no segundo sábado de setembro. Os ingressos já estão disponíveis pela plataforma Sympla. Já nos dias 12 e 13 de setembro (quinta e sexta-feira), o esquenta fica por conta do Sarará Circuito Cultural, com uma programação múltipla e gratuita, no Teatro Francisco Nunes e no Parque Municipal Américo Renné Giannetti.

Serviço:

Sarará Circuito Cultural

Datas: 12, 13 e 14 de setembro

Locais: Teatro Francisco Nunes, Parque Municipal Américo Renné Giannetti e Parque das Mangabeiras, em Belo Horizonte, Minas Gerais

12 e 13 de setembro – Parque Municipal e Teatro Francisco Nunes – Programação gratuita

O que vai rolar: cinema ao ar livre, apresentações de dança, exposição de artes visuais, arte digital e projeção mapeada.

Os ingressos da programação gratuita serão distribuídos nos próximos meses.

14 de setembro – Parque das Mangabeiras

O que vai rolar: O Sarará gostoso de sempre, com todo mundo curtindo o melhor da música brasileira. Um convite pro SENTIR com experiências imersivas no parque.

A venda dos ingressos acontece na Sympla – http://sympla.com/festivalsarara

Conheça mais em www.instagram.com/festivalsarara