Um dos marcos recentes do calendário cultural do estado, oEncontro de Violeiros do Rio de Janeirochega em sua sexta edição com um evento multicultural dedicado ao legado, ao presente e ao futuro das violas brasileiras, sendo a mais conhecida a viola caipira, um instrumento brasileiríssimo por excelência. A programação gratuita acontece entre os dias 29 de abril e 05 de maio noCentro da Música Carioca Artur da Távola, reunindo oficinas, cortejos, filmes, palco aberto, roda de viola, feira, e é claro, shows envolvendo violeiros e violeiras de diversos estados do país.

“É uma alegria imensa ver esse festival indo pra sexta edição…Não é fácil colocar um evento como esse na rua. A viola é um instrumento que retrata de forma única a nossa diversidade cultural. O público vai se encantar com a programação”resumeGabriela Góes, integrante da Comitiva Rio de Violas e diretora de produção do evento.

Este grande encontro busca difundir as violas, mostrando suas múltiplas potências para violeiros, músicos em geral e entusiastas, incluindo aqueles que ainda relacionam a viola apenas à música caipira, também chamada de “sertanejo raiz”. Há tempos a viola vem dialogando com diversos gêneros musicais urbanos, como o samba, o choro, o forró, a música instrumental e a música de concerto.

“A curadoria do festival foi feita mais uma vez em conjunto, pela Comitiva Rio de Violas. A gente sempre procura encontrar uma variedade de gêneros e estilos musicais para compor a programação, prezando pela diversidade de manifestações culturais relacionadas às violas brasileiras”,resume Bruno Reis, violeiro, compositor, e integrante da Comitiva.

“Esse ano teremos muitos shows bacanas, mas eu destacaria o show com Juliana Andrade e Brenda Violeira do Pantanal, violeiras de diferentes gerações, que irão fazer uma homenagem aos 100 anos da grande Helena Meirelles, uma inspiração para todas as mulheres violeiras do Brasil”,destaca Andréa Carneiro, violeira, pesquisadora e integrante da Comitiva Rio de Violas.

Todas as atrações são gratuitas, com classificação livre e sujeitas a lotação. Confira mais informações no Instagram do evento (https://www.instagram.com/riodeviolas). O projeto foi fomentado pelo Programa Funarte de Ações Continuadas 2023. O Centro da Música Carioca Artur da Távola é um espaço dedicado à memória, criação e pesquisa da música carioca em todas as suas manifestações, administrado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. A casa funciona num antigo palacete e anexo na esquina da Rua Conde de Bonfim com a Rua Garibaldi, e oferece espaço para exposições, cursos, oficinas e espetáculos musicais para todas as idades.

Serviço:

Rio de Violas – 6º Encontro de Violeiros do Rio de Janeiro

Gratuito

Local: Centro de Música Carioca Artur da Távola

Endereço: Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca, Rio de Janeiro/RJ

29/04 a 01/05 – segunda a quarta-feira

19h às 21h30 – Oficina de Prática de conjunto – Viola e Canto – com Henrique Bonna

Inscrições:https://docs.google.com/forms/d/1mY7zrUW2LOoS5MO6UpuTmUep283lHnhCKYbFnjESVKU/viewform?edit_requested=true

02/05 – 5a feira

19h Teatro – Andréa Carneiro, Bethi Albano, Du Machado, Marcus Ferrer, Marcus Azú, Paulinho Athayde, Paulo D’Ávila e Thyago Hermeto

Abertura: exibição do mini doc do 5° Encontro de Violeiros do Rio de Janeiro (2023)

03/05 – 6a feira

17h30 Teatro – Exibição do documentário musical “Levi Ramiro: Violeiro e Artesão”

19h Teatro – Show Neymar Dias

04/05 – Sábado

13h Pátio – Cortejo da Folia de Reis Sagrada Família da Mangueira

15h30 Casarão – Show Henrique Bonna e Álvaro Fusco

17h Teatro – Show Conversa Ribeira

18h30 Pátio – Show Miguel Bezerra e Ednaldo Santos

20h Teatro – Show Juliana Andrade e Brenda Violeira do Pantanal: Homenagem a Helena Meirelles

05/05 – Domingo

11h Teatro – Show Daniel Ganc

13h Pátio – Roda de viola

15h Casarão – Show Bruno Reis

16h Pátio – Show Bumba meu Boi Trupiniquim

17h Teatro – Palco aberto

18h30 Pátio – Show Orquestra de Violas Caipirando