Pagode em alta! Thiaguinho anuncia o lançamento do projeto “Sorte”, uma experiência multiplataforma. Com estreia programada para abril de 2024, serão 18 novas faixas, sendo 17 inéditas, e uma regravação, com participações especiais de Liniker, L7nnon, Billy SP e IMBA Coral.

Além das músicas, o trabalho inclui também turnê e audiovisual, gravado ao vivo em São Paulo. O novo repertório é uma leitura contemporânea de sonoridades tipicamente brasileiras misturadas às referências musicais do cantor, numa roupagem de roda de samba e pagode.

“Que alegria falar sobre ‘Sorte’, estou muito empolgado com essa nova fase e feliz em compartilhar o novo projeto, que está vindo aí a todo vapor! Esse trabalho é uma celebração à nossa música, estamos mesclando influências do R&B, afrobeat, do pagode e outros estilos musicais. Tenho certeza de que o resultado vai emocionar geral”, comentou o artista.

O projeto é uma realização e produção da Paz e Bem Entretenimento. Com Direção Geral: Thiaguinho e Ellen Barbosa, Direção de Produção: Grazi Caetano e Direção de Vídeo: Douglas Aguillar e Fran Landhin (Gogacine).

THIAGUINHO no Qualistage

Dias 5 e 6 de Abril

Sexta e sábado às 22h

Abertura dos portões: 2 horas antes do evento

Qualistage

Av. Ayrton Senna, 3000 – Barra da Tijuca / RJ

Classificação: 18 anos. Sujeito a alteração por decisão judicial.

Bilheteria Oficial: Shopping Via Parque – Av. Ayrton Senna, 3000 – RJ
Segunda a Sábado das 11h às 20h / Domingo e Feriados das 13h às 20h

Em dias de shows o horário de atendimento sofre alterações. Confira a programação do local.

Venda:https://www.ticketmaster.com.br/event/thiaguinho-no-qualistage-fa-clube-20

Capacidade: 9 mil pessoas em pé ou 3.500 sentadas

Informações: https://qualistage.com.br/

O espaço possui acessibilidade

A casa segue os protocolos de segurança, como disponibilizado álcool em gel. O local é periodicamente higienizado. Tudo para garantir a diversão com segurança.

Meia entrada: A meia entrada é destinada para estudantes, jovens até 21 anos, jovens de baixa renda, professores, pessoas acima de 60 anos e PCD